Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CONDOR

O CONDOR

APRESENTAÇÂO DAS CANDITURAS DO ARTIDO SOCIALISTA ÀS ELEIÇÔES PARA AS AUTARQUIAS DO MUNICIPIO DE NELAS, EM 1 DE OUTUBRO DE 2017

 

 

Foi no domingo, dia 16 de Julho próximo passado.

Recebi um convite, e resolvi comparecer ao evento.

Mas para que estou eu aqui a arengar, pois toda a gente sabe que sou socialista, militante do PS há 42 anos e estava mortinho por aparecer. Não sou um socialista conformado, muito longe disso, quando não concordo defendo as minhas ideias, se elas são derrotadas submeto-me ao que a maioria dos meus camaradas deliberam, ou então afasto-me sem alarido.

Não me escondo na barreira dos longos e maçadores discursos, que estafados pela velhice e bolorentos de conteúdo fedem a quilómetros de distância.                  

Não traio, não engano e acima de tudo não cochicho aos compadres, comadres, padres, abades e frades que o diabo anda solto, que sou o anjo enviado por Deus para combater o mafarrico.

Sempre fiz o que me apeteceu. Há dezenas de anos decidi ser livre e paguei com o corpo o que me ia na cabeça, que o diga o Zé Pequeno, um legionário, a quem no ido ano de 1960 do século passado dei uma tareia por me chagar a cabeça por estar a fumar e ameaçar com as botas do António. Poderia confirmá-lo José Tavares também legionário, vulgo Zé Morcelas, se ainda vivesse, amigo e companheiro de trabalho de meu Pai, que me safou do picado das bexigas e do João Adelino, safou-me deles mas não me safou de umas rilhadas com que o picado das bexigas me resolveu brindar.

Mas deixamo-nos de tretas pois não é para contar a minha vida que aqui estou, estou aqui para vos dar fé do que constatei, vi e ouvi.

Contactei que a organização do evento estava impecável, a todos os convidados era dado um bilhete, mas apenas um, para o sorteio de qualquer coisa que não me importou saber, sei apenas que o número do meu bilhete era o 868 e cheguei muito cedo 16h 15m. Mais tarde soube que se deduzisse 300 ao número da última pessoa a quem fora distribuído o bilhete, sabia quantas pessoas estavam na apresentação da candidatura, truques amigos, truques inteligentes.

 Às 17 h Chegou o candidato, José Borges da Silva, acompanhado pelo presidente da federação do distrito de Viseu, António Borges e pelo Secretário de Estado para a Internacionalização Eurico Brilhante Dias.

O speaker abre as hostilidades e anuncia um jovem militante da JS.

O discurso do jovem foi música para os meus ouvidos, há muito que andava desolado por pensar que a juventude se desinteressara pela política em geral, e pelo PS em particular; do jovem ouvi sensatez, vontade de ir mais além e perseverança no discurso.

Não ouvi nenhum militante do P.S.D., nem do CDS, contratado para dizer cobras e lagartos do Candidato do seu Partido e isso deixou-me bem disposto.

Como de costume procedeu-se à apresentação dos candidatos, quando chegou a apresentação do 4º vereador candidato à Câmara o meu estomago azedou. Sou amigo de Aires dos Santos, mas em meu entender é um cavalo cocho naquele tabuleiro de xadrez político. Penso que Aires dos Santos não tem condições para ser candidato à vereação da Câmara, havia muitas e boas personalidades por onde escolher. Alexandra Leandro e Mafalda Lopes eram e são sem dúvida pessoas muito mais bem preparadas para serem candidatas, mas foi determinado assim e embora não concordando submeto me à maioria.  

O discurso do candidato a presidente, José Borges da Silva foi simples, foi um discurso de quem pensa querer o melhor para o seu Município e para os munícipes. Gostei. Não foram arrotos de intelectuais ressabiados, não foram desatinos trauliteiros nem lição ideológica frentista há muito testada e sempre com resultados negativos.          

O= dados estão lançados, os actores estão em palco, vamos ver no dia 1 de Outubro de 2017 quem apresenta melhor função e recebe mais aplausos.

Maio-vermelho.   

O ASPIRANTE A CACIQUE

 

Os apoiantes riem.

A candidata regozija-se pela surpresa que vai fazer.

A bomba rebenta.

Não é um BUUUUM, nem um PUUUUM ou um PUUUUF, é entes um splache minúsculo que os presentes não esperavam e os ausentes já conheciam. Uma bombita de carnaval mal cheirosa que tolda o ambiente que se queria de festa.

O cidadão Américo, que devido ao despeito e vingança se fez convidar, vai botar falação.

Tal como principiante habilidoso joga com as palavras, explica aos pategos que o ouvem, faça-se justiça, a maioria dos presentes não o era e portanto não o ouviram, que o Partido Socialista não concorria às eleições autárquicas no Município de Nelas, mas sim o Partido do Silva. Ora o inteligente despeitado, vá-se lá saber porquê, nunca gostou de um certo Silva e ainda anda com um “cavaco” atravessado na goela, fez a analogia do dito, com o candidato do Partido Socialista Borges da Silva, a quem há ainda dois anos fazia rasgados elogios.

Pois é cidadão Américo, como as coisas mudam, claro que dói, mas a dedicação e lealdade fazem parte da educação que devemos ministrar aos nossos herdeiros.

Diz-me com quem andas, eu te direi as manhas que tem. Como queria o cidadão Américo que o seu herdeiro fosse dedicado e leal se ele não o é!

O Partido Socialista é dos militantes que por maioria decidem quem querem que o represente. Não é o Partido de um  Béria retardado qualquer, nem dos Bórgia e muito menos de aspirantes a caciques, estes sempre os combatemos e combateremos, aqui não vale a velha máxima “ não olhar a meios para atingir os fins que se desejam”.

O cidadão Américo não tem vergonha de trair aqueles que diz serem seus camaradas, só porque não decidem a seu gosto!

O cidadão Américo não tem vergonha de elogiar a incompetência, a mediocridade e a incapacidade da candidata adversária daquele que diz ser o seu Partido!

O Cidadão américo na sofreguidão de por todos os ovos na cesta da candidata, esqueceu-se que antes dela passaram pela direcção do centro de saúde o Cidadã já falecida Laura Maria e o Cidadão Jorge Alves. Esqueceu-se que faziam parte do quadro do referido centro, médicos, enfermeiros, pessoal administrativo e auxiliar de elevada craveira profissional!

O cidadão Américo não se esqueceu, não lhe convém lembrar, mas quer lhe convenha ou não, nós temos memória, não vá por aí cair do céu um lugar de comissário para determinado aselha sem jeito para nada, onde toca estraga e faz tudo pelo meio, é como o manguço faz muitos buracos mas nunca acaba nenhum!

Termino, O Cidadão Américo, sempre aspirou a ser cacique no P.S. mas vai ter que ficar por aí, O P.S. – Nelas  é alérgico a caciques.

Maio - Vernelho

...

ISAURA PEDRO, AS PESSOAS E O ASPIRANTE A CACIQUE

 

A apresentação pública da candidatura de Isaura Pedro e a sua equipa no dia 25 de Junho p.p., teria sido uma delícia para o Tio Fagundes se o blog “NO PALHEIRO” ainda fosse publicado.

Desde a preparação da apresentação, até final da mesma, Isaura Pedro passa um atestado de menoridade mental aos munícipes que confrange, mesmo aqueles que passam ao lado das lides partidárias, que não é o caso do subscritor desta mensagem.

Vamos pois analisar em primeiro lugar o vídeo de aceitação de candidatura à presidência dos destinos do Município de Nelas na eleições de 1 de Outubro de 2017.

1-Aceitei este projecto de candidatura à autarquia, entenda.se C.M.N, com muito orgulho e com muita determinação.

Ora, sabemos que a Isaura nunca esteve virada para tal aceitação, pois se estava e está com o rabinho sentado no hemiciclo da Assembleia da República sem fazer nada e ninguém a chateá-la, porque raio há-de deixar o bem bom e vir aturar os chatos do seu município. Quando fala  em orgulho e determinação, parece que é virgem nestas andanças, não tem atrás de si 8 anos de gestão calamitosa, injustiça e compadrio.

2-Pretende-mos fazer melhor e diferente, dignificar o concelho, transparência e lealdade, dignificar as instituições.

Que maravilha, que bem fala esta Senhora. Não é difícil fazer melhor do que o que fez no período de 2005 a 2013, lembremo-nos do que encontrou e posteriormente nos deixou. Recebeu uma divida de 4 milhões € e cerca de 2,5 milhões de € a receber dos fundos estruturais da UE referente à sua comparticipação na estrada de circunvalação desde o estádio municipal até à rotunda da vinha e ainda cerca de 400 mil € em caixa, Uma divida perfeitamente controlável, pagamento a fornecedores a 30 dias e um saldo de tesouraria que num mês delapidou. Quando se foi embora deixou-nos mais de 16 milhões de € de divida, o município na falência e um resgate que os cidadão do concelho estão a pagarmuitas vezes com muitas dificuldades.

Transparência e lealdade, de facto nunca o Município de Nelas teve uma gestão tão opaca. Onde está o relatório da sindicância que mandou fazer à gestão do grande Zé Correia. Prometeu ou não que esse relatório seria entregue aos deputados a Assembleia Municipal assim que o sindico terminasse o seu trabalho? Que fez ao relatório? Porque o não tornou público? Sabem porquê? Porque o síndico apurou que Isaura Pedro e seus muchachos fizeram mais irregularidades num mês que Zé Correia em 22 anos. Meteu-o numa gaveta lá para os quintos dos infernos e não deu satisfações a ninguém. Lembra-se daquele abusosito de poder quando celebrou o seu aniversário no salão nobre dos Paços do Concelho?

Dignificação das Instituições! Não há dúvida que quando Isaura Pedro em 2013 foi á sua vidinha, há muito que à Câmara Municipal de Nelas ninguém fiava um cêntimo, pois pagava quando pagava, a ano e meio de data, chama-se a isto a dignificação de caloteiro.

Fazer diferente nas atitudes, nos comportamentos, fazer melhor desenvolvimento socioeconómico, uma política estruturante.

Fazer diferente nas atitudes. Não há duvida que os cartazes que profusamente e estrategicamente colocou demonstram isso mesmo, Isaura Pedro de braços cruzados olhando e sorrindo, de facto é desta atitude  de braços cruzados e petulancia que este Município está carente.

Fazer melhor desenvolvimento socioeconómico; querem lá ver que a candidata Isaura Pedro tem saudade dos quase 35% de desemprego qua há quase quatro anos nos deixou? Querem lá ver que a que tem saudades dos industriais de construção civil e da cagança que faziam nos seus Mercedes.

Politica estruturante. Valha-me Deus, não é que a candidata Isaura Pedro deu-lhe para a saudade, aquela IPP de trinta milhões de €, que felizmente não foi aprovada, porque se fosse eramos prisioneiros em nossa casa, pois para sair à rua tínhamos que pagar, ainda fervilhará naquela cabeça?  

Coras conterrâneas e conterrâneos, um beijo é um cumprimento, tal qual um abraço, um aperto de mão ou uma simples saudação. Não se esqueçam que judas beijou Cristo.

CENAS DO PRÓXIMO CAPITULO-

O ASPIRANTE A CACIQUE

Maio-vermelho  

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub